A tecnologia na Educação

outubro 10, 2007 em Teoria

Encontrei artigo "Eight More Reasons for Technology in Education" de Arthur Virtue no techLearning. O autor é estudante de pós e o artigo é o resultado de uma pergunta feita por um colega do grupo: “porque é a tecnologia assim importante na educação?”

As razões para o autor são as seguintes:
  1. Usar a tecnologia envolve o estudante no processo de aprendizagem. Os estudantes que usam a tecnologia se tornam participantes ativos no processo de aprendizagem, no lugar de ouvintes passivos.
  2. Usar a tecnologia elimina a maior parte de problemas com a disciplina. Quando o aluno está realmente envolvido na atividade, há pouco tempo para o problema (indisciplina).
  3. Usar a tecnologia permite que os alunos sintam que são proprietários do projeto. Quando o aluno tem a autorização para encontrar suas próprias respostas, o processo de aprendizagem torna-se muito mais interessante.
  4. Usar a tecnologia transforma o papel do professor: de perito, de autoridade para o de facilitator. O professor transforma-se em mais um participante.
  5. O uso da tecnologia é familiar aos alunos de hoje. É parte do processo de aprendizagem normal para estudantes, está em sua do “zona conforto” e os professores aprendem a usar as novas tecnologias junto com alunos.
  6. Usar a tecnologia reduz a carga de trabalho do professor. A tecnologia, como uma ferramenta, substitui papel e lápis, os estudantes podem usar a tecnologia para referência e apresentação.
  7. O uso da tecnologia permite uma transição suave da escola ao trabalho ou da escola à faculdade. A tecnologia é usada em toda parte – na matemática, na ciência, na engenharia, no transporte, nas fábricas, e em cada negócio você pode pensar. Os usos da tecnologia são ilimitados: das transações das vendas e do controle de estoque ao e-comércio.
  8. Usar a tecnologia permite a livre troca de informação. O uso difundido do processador de textos e os softwares gráficos permitem que a informação seja trocada muito mais facilmente do que sempre antes.

Como o próprio autor destaca no texto, essas razões formam apenas uma lista de referência rápida. Mas podem ser um bom ponto de partida para a reflexão de coordenadores e diretores de escolas.

Continuo batendo na mesma tecla: antes de jogarmos no ombros dos professores a responsabilidade pelo pouco ou uso inadequado da tecnologia nas escolas, é preciso se pensar na visão desses outros atores. Já escrevi diversas vezes por aqui, uma coisa é trabalhar em uma escola onde as coordenações acreditam no uso da tecnologia como recurso pedagógico importante, outra é quando essa visão não existe ou quando o uso é apenas de jogada de marketing.

Related Posts with Thumbnails